Mulheres unidas em defesa da aposentadoria

Depois de ser vanguarda na derrubada de Eduardo Cunha, mulheres prometem derrotar Reforma da Previdência

0
Foto: Bruna Menezes.

Mulheres dos mais diversos cantos do país lotaram o auditório Nereu Ramos da Câmara dos Deputados nesta quinta-feira (11/04) para dizer, em alto e bom som, “Não à Reforma da Previdência”. O ato Mulheres Unidas em Defesa da Aposentadoria foi uma iniciativa da Frente Parlamentar e da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher, junto com a Liderança da Minoria, que reuniu trabalhadoras do campo e da cidade dispostas a barrar a PEC 06/2019.

A Reforma da Previdência apresentada pelo governo Bolsonaro irá atingir cheio as mulheres. Elas já recebem os salários mais baixos, são as maiores vítimas de abuso moral e sexual no ambiente de trabalho e, no fim do dia, ainda encaram as tarefas domésticas e os cuidados com os filhos. Agora, se for aprovada essa PEC, as mulheres devem ser as mais prejudicadas pelo aumento da idade e da contribuição mínima para se aposentar.

As representantes das centrais sindicais e dos movimentos das trabalhadoras do campo e da cidade afirmaram a necessidade de um calendário de lutas que convoque a greve geral do dia 24 de abril e garanta um 1º de maio unificado. “Se não parar a reforma, nós paramos o Brasil, afirmou Antônia Ivoneide, do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra – MST. Ivoneide lembrou que muitos parlamentares que votaram a reforma trabalhista não foram reeleitos, e que o povo vai lembrar daqueles que se posicionarem pelo fim do direito à aposentadoria.

A atividade que reuniu parlamentares do PSOL, PT, PCdoB, Rede, PSB, PSDB, PP e DEM foi marcada pelas palavras unidade e resistência. Diante do auditório lotado, a deputada Luiza Erundina (PSOL/SP) afirmou que apenas com a Casa do Povo cheia é que será possível barrar os retrocessos. Para Erundina, é importante derrotar essa reforma porque “além de garantir nossos direitos, vamos impor a primeira grande derrota a esse governo fascista e atrasado que veio para destruir as conquistas do povo brasileiro”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Envie o comentário
Por favor, coloque seu nome aqui