“Contracúpula” do G20 em Buenos Aires terá Rousseff, Kirchner e Mujica

0

Em 2018, a reunião anual entre os chefes de Estado dos 20 países mais poderosos do mundo acontece em Buenos Aires, capital argentina, nos dias 30 de novembro e 1º de dezembro.

Na semana anterior (19 a 23), um evento alternativo, crítico às políticas neoliberais, reunirá lideranças progressistas como as ex-presidentas de Brasil e Argentina, Dilma Rousseff e Cristina Fernández
de Kirchner. Organizado pelo Conselho Latino-americano de Ciências Sociais (CLACSO), o
Primeiro Fórum Mundial do Pensamento Crítico
se apresenta como a “contracúpula” do G20.

Além de Rousseff e Kirchner, estão confirmadas as presenças do ex-presidente uruguaio José Mujica; do vice-presidente da Bolívia, Álvaro García Linera; do dirigente do Podemos espanhol, Pablo Iglesias; do último candidato presidencial da esquerda colombiana, Gustavo Petro; do ex-presidente colombiano Ernesto Samper; da candidata à vice-presidência Manuela D’Ávila (PCdoB); e do candidato à presidência Guilher Boulos (PSOL). Intelectuais como os argentinos Atilio Borón, Rita Segato e Enrique Dussel; o espanhol Juan Carlos Monedero; a britânica Susan Robertson; o indiano Chalapurath Chandrasekhar; e o hispano-francês Ignacio Ramonet também são esperados na “contracúpula”. No total, a expectativa é de receber 7 mil expositores em mais de 800 mesas de discussão.

O lema do fórum, que engloba também a 8ª Conferência Latino-americana e Caribenha de Ciências Sociais, será “as lutas por igualdade, justiça social e democracia em um mundo turbulento”. De acordo com a CLACSO, o encontro “aspira expressar a necessária combinação entre um evento acadêmico de grandes dimensões, rigor analítico e pluralidade teórica, com um amplo fórum de debate comprometido politicamente, progressista, polifônico, diverso e aberto, que reconhece suas raízes na grande experiência de mobilização cidadã global que significou o Fórum Social Mundial.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Envie o comentário
Por favor, coloque seu nome aqui