Chicago elege prefeita negra e lésbica

A democrata Lori Lightfoot, 56 anos, teve 74% dos votos válidos

0
Foto: Facebook: @LightfootForChicago

A terceira maior cidade dos Estados Unidos, Chicago (Illinois), elegeu pela primeira vez uma mulher negra e gay para o cargo de prefeita. A democrata Lori Lightfoot, 56 anos, ex-promotora, federal teve 74% dos votos válidos e se tornou a segunda mulher e afro-descendente a administrar o município. Chicago é onde mora Barack Obama.

Chicago possui 2,7 milhões de habitantes
e problemas com altas taxas de criminalidade,
corrupção endêmica, déficits financeiros, falta
de recursos econômicos e desigualdade nas
condições de vida da população.

Na campanha, Lightfoot prometeu acabar com a corrupção, e criar programas sociais para as pessoas de baixa renda e a classe trabalhadora. No discurso da vitória, acompanhada por suas esposa e filha, afirmou que “juntos nós podemos e faremos de Chicago um local onde seu CEP não determina seu destino” em referência ao “Nós Podemos” (Yes, We Can) da campanha presidencial de 2008 de Barack Obama. Quanto ao CEP, Lightfoot faz referência ao destino das pessoas estar definido pelo local onde nascem.

Outras sete mulheres negras são prefeitas em cidades representativas dos Estados Unidos, como Atlanta e Nova Orleans.

DEIXE UMA RESPOSTA

Envie o comentário
Por favor, coloque seu nome aqui